Páginas

em inconstante definição.

domingo, janeiro 21, 2007

Estranhos esses dias.
Papai foi definitavamente pra casa e agora estou só (aliás, com a Hermione, irmã do Ares).
Eu teria chorado no dia em que ele jogou caixas e caixas de livros no carro e viajou.Teria mesmo, se antes não me perguntasse o porquê desse choro.
Era a manhã de sábado.Os dias anteriores foram recheados com brigas intermináveis que naquela manhã vi serem frutos da insegurança dele-não só minha- de admitir que cresci e as coisas são assim mesmo. Um dia, os filhos não querem mas ter seus mesmos hábitos e nem crer nas mesmas coisas. E que solidão e dormir em casa sozinha podem ser coisas que me esperam pela vida a fora e de que adianta fugir disso agora?
Precisei piscar bem forte para não chorar. Foi meio que um marco... Ou um nada, mês que vem ele estará aqui de novo.
Ainda não posso pintar as paredes de lilás, jogar montes de coisas fora, desenhar nas paredes ou encher tudo de prateleiras - fui terminantemente proibida-mas posso pensar mais em meus próprios limites, pois chegar não depende apenas da destinação, propósito ou vontade.

2 comentários:

a suka disse...

poxa...
esse doidinho...
^^

se precisar de alguém pra dormir nas noites tristes ou de alguém pra te afzer cócegas, cá estou eu!!!

e da próxima vez, dá uma choradinha de leve!!!

;)

Andréa Mélia disse...

Olha, tu és uma personagem de livro

=)

que massa ^^

daria uma perfeita personagem!!!