Páginas

em inconstante definição.

sexta-feira, agosto 24, 2012

em 30 e poucos dias (estou contando desde 20 de julho)



brigou - foi, na visão da criatura, uma lição de moral- por que deixei meu dinheiro no chão do meu quarto;
escondeu minha aliança;
reclamou intensamente por termos comprado canecas na internet;
disse pra uma amiga dela que pra eu emagrecer só em sonho.
e o de sempre:
xingou diariamente minhas gatas("sai daqui, p#$$@" e coisa assim.) e escuto isso calada...É o primeiro som humano que escuto todas as manhãs.
quis saber quem me liga ou para onde vou.
entrou no meu quarto em busca de não sei o que.
sumiu com as toalhas.
azucrinou meus poucos momento em casa perguntando coisas que não tem nada comigo, eu não mando ou domino ("ele dorme tarde, ele acorda tarde,ele só come besteira, ele não fez a monografia, pensei que ele fosse ser mais esperto e blá,blá,blá!").

Se pra todo mundo eu aconselharia, vai embora, por que não aceito meu próprio conselho?




Um comentário:

Mariana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.