Páginas

em inconstante definição.

segunda-feira, dezembro 18, 2006

Sim e daí?

A vida é cheia de imensas reflexões e pesados sentimentos quando se chega próximo ao Natal... Desses de deixar qualquer um triste. Descobri, com muito pesar que nunca conseguirei fazer laços decentes em presente algum, tãopouco uma embalagem digna, bonitinha.Não adianta quantas vezes eu treine. Não é questão de experiência e sim de um cérebro incompetente!

Hoje estou péssima. Principalmente agora, nesse instatezinho que escrevo esse mal-traçado post. É meio que raiva misturada com desapontamento. Tudo pela falta de seriedade de algumas pessoas que sabe o diabo pq detêm o poder de decidir coisas importantes para você, para a educação de muitas pessoas, para uma universidade.

Se fosse só isso...E ainda têm pessoas que não respeitam minhas decisões. Pessoas que considero amigas.Nem espero que entendam, mas respeitem. É pedir demais? Que droga! Parem de questionar o que escolho fazer! Eu não tenho dono!

Tá, sei , poderia ser pior (aliás, sempre há uma maneira de piorar tudo, não é mesmo).
Tenho um amigo que desmarcou o casamento que ia ser agora em janeiro, vai passar o Natal longe da familia e da noiva, há milhares de quilômetros de distância pelo seu aperfeiçoamento profissional e estou aqui choramingando por que a #@&&* da instituição de fomento à pesquisa desse estado não cumpre com suas obrigações com pessoas idiotas como eu que decidiram continuar estudando ( ... e contribuir com tanta coisa para o crescimento do universidade, do estado, do país...) quando podiam mandar tudo pra PQP e irem ganhar dinheiro de forma egoísta. Pois é. Eu deveria mesmo estar ganhando dinheiro.

Aliás, eu nada.

2 comentários:

Leonardo disse...

Ah... fica assim não ...

De stress eu to cheio nesses dias ... calma, as coisas se resolvem

Abraço!

andréa disse...

pois é, engrossando o coro. Mais cedo ou mais tarde, tudo passa. Até a uva passa.

rsrsr, sem graça eu.

bjão.