Páginas

em inconstante definição.

sábado, maio 19, 2007

Canção


"Nunca eu tivera querido
dizer palavra tão louca:
bateu-me o vento na boca,

e depois no teu ouvido.
Levou somente a palavra,
deixou ficar o sentido.
O sentido está guardado
no rosto com que te miro,
neste perdido suspiro[...]"

Cecília Meireles







[cantar para quê, para quem?]

3 comentários:

yara b . disse...

[cantar para quê, para quem?]²

Suhelen disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Suhelen disse...

"canta para mim qualquer coisa assim sobre você
que explique a minha paz
tristeza nuca mais!!!!"

^^